FANDOM


Hanzō (半蔵, Hanzō), também conhecido como Hanzō da Salamandra (山椒魚の半蔵, Sanshōuo no Hanzō), foi um ninja lendário, líder de Amegakure durante o seu tempo de vida.

Personalidade

Hanzō foi um homem muito preocupado individualmente, não confiando em ninguém. Ele era protegido 24 horas por dia, e não permitia que ninguém nem mesmo as crianças ficavam em sua presença sem serem minuciosamente revistados. Ele cuidava muito de sua posição como líder da aldeia, e tratava duramente com ameaças. A obsessão de Hanzō com a segurança era por que ele queria preservar as suas grandes habilidades conseguidas, no entanto, isso causou apenas a deterioração pela falta de prática.

Apesar de ter considerado as Cinco Grandes Nações como seus inimigos, ele estava disposto a aliar-se com as nações estrangeiras, mesmo aqueles que tinham o causado grande estrago, a fim de permanecer no poder. Ele também estava disposto a trair pessoas sem remorso, fazendo os Órfãos de Ame e sua equipe caírem em uma armadilha e, em seguida, tentar matar todos sem piedade; esta traição, ironicamente, levou à sua própria morte.

Há muito tempo durante sua juventude, Hanzō havia procurado os ideais de "paz" e ainda tentou conseguir essa crença através da unificação dos cinco grandes países. No entanto, depois de perceber que tal método só traria a guerra perpétua e, assim, ia deixar um rastro de morte, ele deixou de lado essa convicção. Posteriormente Hanzō tornou-se dedicado exclusivamente à preservação do poder que ele tinha acumulado anteriormente, crescendo arrogante de suas próprias habilidades marciais no processo e deixando-o sem saber que em vez de suas habilidades crescerem consideravelmente, elas diminuiriam pela falta de refinamento causado pela falta de prática. Mesmo na época de sua morte, Hanzō ainda não conseguia compreender como alguém que ele tinha uma vez derrotado, poderia se tornado mais poderoso que ele.

Um traço distintivo de Hanzō, no entanto, era a sua crença na fé do povo. Ele acreditava que uma fé forte sobreviveria a morte de seu proprietário, e, a fé, segundo ele, não era visível apenas aos olhos, mas só poderia ser percebida por meio de uma luta. Ele tinha um grande respeito por aqueles que possuíam uma fé forte, como pode ser visto quando ele poupou a vida de muitos adversários que ele derrotou, exigindo seus nomes, a fim de chamá-los de heróis, apesar de sua derrota. Ele afirmou sua fé era colocada em sua vontade de trazer a paz ao mundo, que, apesar de suas palavras duras e sua atitude em fases posteriores de sua vida, parecia ter vivido em diante, como pode ser visto quando, antes de liberar uma nuvem venenosa de sua bolsa de veneno e perder seu livre arbítrio para a Invocação: Reencarnação do Mundo Impuro de Kabuto, ele confiou sua fé a Mifune.

Aparência

Hanzō era um homem um tanto musculoso de peso médio, com cabelos loiros e longos que chegavam até suas costas e uma cicatriz proeminente em sua bochecha direita. No mangá, ele tinha olhos incomuns com esclera negra e íris de cor clara, parecidos com os de Kakuzu. No anime, seus olhos são normais com coloração castanha. Do lado esquerdo de seu abdômen, ele possuía uma cicatriz distinta com formato cruzado, recebido quando a bolsa de veneno da salamandra foi implantada. Ele tinha um chapéu negro em sua cabeça e a parte inferior de seu rosto estava escondida na maior parte por um respirador em formato de capacete, que ele usava para conter seu próprio veneno e que se diferenciava daqueles vestidos pelos outros shinobi de Amegakure, já que este era notavelmente maior e exibia dois cartuchos de filtro ao invés de um só. A porção superior da máscara tinha o símbolo da vila, que era limitado por quatro entalhes na parte que tampava sua boca.

Seu vestuário típico consistia de um equipamento frouxo semelhante a uma roupa de mergulho, comum em sua vila, acentuado por bandagens amarradas ao redor de seus punhos e nos tornozelos, uma jaqueta de artilharia, sandálias padrão de shinobi e uma capa negra que chegava abaixo de sua cintura. De baixo dessa roupa de mergulho, ele vestia uma camisa negra de manga curta que mostrava apenas a parte inferior do abdômen, muito parecida com a vestida por Sai.

Em sua juventude, seu cabelo era mais curto e ele usava um respirador com apenas um cartucho de filtro ao invés de dois. Durante sua luta com Mifune no passado, Hanzō foi mostrado com o peito nu, vestindo apenas a parte inferior de sua roupagem, completada com um par de luvas negras.

História

Passado

A conclusão da primeira luta

Hanzō vence Mifune.

Durante a infância de Hanzō, uma salamandra negra morreu em sua vila. Após sua morte, sua bolsa de veneno foi implantada dentro de seu corpo na esperança de criar um ninja venenoso que também era imune a toxinas. Isso exigiu que ele usasse uma máscara constantemente, a fim de proteger os outros ao seu redor. Em algum momento do passado de Hanzō, ele lutou contra Mifune, que ele derrotou na batalha, mas cuja vida ele poupou, devido à fé e sua força. Ele confiou tanto em Mifune que, ele até deu-lhe o antídoto. Apesar de afirmar que ele pensava que tinha matado Mifune, no fundo, Hanzō sabia que Mifune estava vivo.

Hanzo vs Sannin

Os Três Sannin enfrentando Hanzō.

Durante a Segunda Grande Guerra, Hanzō lutou com algumas forças de Konoha, sendo Jiraiya, Tsunade e Orochimaru os únicos sobreviventes. Pela conquista, Hanzō os premiou, os declarando os Três Sannin Lendários de Konoha e disse-lhes para se referir a si mesmos, como tal, em troca de deixá-los ao vivo. Ele também lutou com Chiyo várias vezes, o que permitiu a ela criar um antídoto contra o veneno da salamandra.

Anos mais tarde, durante a Terceira Grande Guerra, quando um grupo de ninja começou uma jornada para acabar com a guerra através de meios não violentos dentro do seu país, Hanzō os viu como uma ameaça ao seu poder e tentou se livrar deles. Ele se juntou com a Anbu Ne de Konoha para matar o líder do grupo, Yahiko. Ele atraiu Yahiko e sua equipe a uma reunião onde ele forçou Nagato à matar Yahiko em troca da vida de Konan.

No entanto, o suicídio cometido por Yahiko, se jogando contra a Kunai de Nagato para poupar seu amigo a angústia e o fardo de matá-lo. Nagato então derrota todas as forças de Hanzō, e as forças da Anbu Ne de Konoha que tinha ido para ajudar Hanzō. Depois de uma breve escaramuça com Nagato, Hanzō percebe que não teria como derrotar Nagato e a sua fúria, então ele decide fugir.

Nagato, sob o pseudônimo de "Pain", começou mais tarde uma guerra civil em Amegakure. Segundo as histórias, ele matou Hanzō, sua família, e então conduziu um genocídio sistemático contra qualquer um ligado a Hanzō, até mesmo eliminando os embaixadores das vilas associadas com Hanzō.

Parte II

Quarta Guerra Mundial Ninja: Confronto

Artigo principal: Quarta Guerra Mundial Shinobi: Confronto Hanzō foi ressuscitado por Kabuto ao lado de muitos outros ninjas famosos para lutar na guerra. Ele é parte de um grupo formado por Chūkichi, junto com Chiyo e Kimimaro.

Mifune bloqueia Hanzo

Hanzō contra Mifune.

Hanzō se encontra com a Divisão de Ataque Surpresa com seu grupo improvisado, onde ele castiga de Deidara por ele ter sido capturado e diz que ele não teria a intenção de libertá-lo se a Invocação: Reencarnação do Mundo Impuro não o obrigasse a isso. Assim que o grupo de Kankurō começa a recuar, Hanzō se concentra em persegui-lo. Quando se aproxima, ele invoca sua salamandra e a manda exalar sua névoa venenosa. Prestes a dar o golpe final, Hanzō é impedido por Mifune, que demonstra o desejo de lutar com ele.

Mifune Vs Hanzo

Mifune acerta Hanzō.

Ambos conversam enquanto se engajam num breve e feroz duelo, com Hanzō mantendo distância com sua kusarigama enquanto questiona a devoção de seu oponente. Após mandar Ibuse se refugiar no subterrâneo, Hanzō elogia Mifune por evitar seus ataques, antes de contar como ele deixou de lado seus ideais de "paz". Mifune refuta essas alegações enquanto previne Hanzō de usar os selos de mão com sua espada Iaidō, que não só faz Hanzō relembrar de seu passado como também contradizer Mifune, mandando sua salamandra engoli-lo para sufocá-lo com seu veneno. Mifune reverte a situação cortando a cabeça da salamandra enquanto Ambos conversam enquanto se engajam num breve e feroz duelo, com Hanzō mantendo distância com sua kusarigama enquanto questiona a devoção de seu oponente. Após mandar Ibuse se refugiar no subterrâneo, Hanzō elogia Mifune por evitar seus ataques, antes de contar como ele deixou de lado seus ideais de "paz". Mifune refuta essas alegações enquanto previne Hanzō de usar os selos de mão com sua espada Iaidō, que não só faz Hanzō relembrar de seu passado como também contradizer Mifune, mandando sua salamandra engoli-lo para sufocá-lo com seu veneno. Mifune reverte a situação cortando a cabeça da salamandra enquanto Hanzō se preparava para o golpe final, assim também cortando a lâmina de sua kusarigama ao meio e seu corpo (quebrando seu respirador), dizendo que a perda de sua convicção diminuiu suas habilidades.

Hanzo comete Seppuku

A decisão de Hanzō.

Depois de lembranças de sua batalha do passado entre os dois, onde ele falou os detalhes que cercaram sua reputação infame e eventualmente poupado o samurai derrotado devido à sua forte devoção pelos seus aliados, então ele explica que a fraqueza que ele descreveu, em seguida, ainda permanece, apesar de sua imortalidade. Em uma demonstração de vontade tremenda, Hanzō coloca sua fé em Mifune e supera o talismã da Invocação: Reencarnação do Mundo Impuro, assim cometendo "seppuku" (切腹, corte no estômago) com sua kusarigama quebrada. No processo, ele destrói a bolsa de veneno dentro de seu corpo, liberando um gás tóxico, que deixa o corpo dele paralisado, criando uma abertura para a Quinta Divisão, fazendo eles selarem Hanzō. No anime, tendo readquirido a sua convicção e desejando por um lugar de descanso, Mifune prometeu esculpir uma lápide para Hanzō quando a Quarta Guerra Mundial Ninja terminasse.

Quarta Guerra Mundial Shinobi: Clímax

Artigo principal: Quarta Guerra Mundial Shinobi: Clímax Com a liberação da Reencarnação do Mundo Impuro, a alma de Hanzō retornou para o além.

Habilidades

Hanzō era facilmente reconhecido como um dos ninjas mais fortes de seu tempo, e um ícone para todo o mundo shinobi devido suas habilidades. Seu poder era tanto que Jiraiya expressou um choque forte ao ouvir que ele tinha sido derrotado sozinho por Pain, apesar de que essa derrota ocorreu devido a sua obsessão com sua própria segurança e sua conseqüente falta de treinamento, que resultou na decadência considerável de suas habilidades. A velocidade de Hanzō era dita como sem igual na água.

Fiel ao seu apelido, Hanzō podia usar Fogo e, durante sua tentativa de matar Nagato, ele demonstrou habilidade impressionante em combinar essas habilidades com técnicas de armadilha orientada, já que ele não só antecipou o ataque de Nagato, mas também colocou vários papéis explosivos apropriadamente para se preparar para tal coisa.

Veneno

Hanzo e seu saco de veneno

Hanzō demonstra a localização de sua glândula de veneno implantado.

Quado criança, Hanzō implantou a bolsa de veneno de uma salamandra preta, que residia em sua aldeia, em seu próprio corpo após a morte do animal, deixando uma cicatriz identificável no lado esquerdo de seu abdômen. Este procedimento deu à ele habilidades com veneno relacionadas com o da criatura, entre os quais foram uma maior resistência ao veneno e à alteração da química de seu corpo para que ele também se tornou tóxico. Este veneno foi mortal, fazendo com que as vítimas tivessem uma dor excruciante, até que ia à dormência, onde esses efeitos, então, progrediam para completa paralisia e finalmente a morte dentro de um período de dois dias a partir da inalação. Para preservar a segurança dos outros, Hanzō sempre respirou usando um respirador e levava um pequeno frasco de antídoto com ele, embora ainda a ingestão imediata do antídoto não garantisse a sobrevivência. Por esses fatos, ele ficou conhecido como "Hanzō da Salamandra".

Lutar sem sua máscara concedia à Hanzō uma grande vantagem sobre seus inimigos, mas também tinha um risco considerável para si próprio. Se a bolsa de veneno for rompida depois de receber um ferimento direto, a nuvem venenosa resultante lançado como a toxina seria vaporizado e o imobilizaria por alguns segundos, fazendo uma abertura significante para os inimigos atacarem Hanzō fatalmente. Ele resolvia tirar a máscara apenas quando ele ia lutar contra inimigos mais fracos que ele poderia vencer sem conseqüências, e mantinha a máscara quando lutava com oponentes mais fortes, que poderiam lhe causar danos.

Kusarigamajutsu

Hanzo com kusarigama

Hanzō usando sua Kusarigama.

Desde sua juventude, Hanzō empunhava uma kusarigama com grande habilidade, sendo capaz de igualar e até ultrapassar vários adversários perigosos, aparentemente pelo uso de arma em mano a mano. Excepcionalmente, ele tendia fazer ataques brutais balançando a foice com a corrente, ao invés de simplesmente de apunhalar a foice, que é geralmente considerado a forma mais eficaz. A lâmina da arma foi revestida por um veneno mortal de Hanzō, fazendo um único golpe matar vários inimigos.

Devido à crescente preocupação de Hanzō com a preservação de sua própria segurança, quando ele estava se aproximando dos últimos momentos de sua vida, suas habilidades com a arma tinha diminuído consideravelmente.

Técnicas de Invocação

Ibuse engoli Mifune

Ibuse atacando Mifune.

Hanzō mostrou-se particularmente hábil na técnica de invocação e fazendo jus ao seu apelido de salamandra, sua criatura de invocação foi a enorme salamandra Ibuse, que era grande o suficiente para seu mestre montar em sua cabeça. Assim como seu mestre, Ibuse é uma salamandra venenosa e é, portanto, capaz, se for dada a quantidade certa de tempo, de armazenar dentro de seu corpo uma grande quantidade de gás venenoso, que pode ser posteriormente exalado de sua boca pelo comando da Hanzō. Este veneno é forte o suficiente para paralisar quase completamente os adversários apenas meros segundos após a inalação, deixando-los totalmente à mercê de seu mestre. Ibuse também foi proficiente em viajar debaixo da terra através do solo, para evitar ataques e depois ressurgir sob um inimigo para engoli-los, fazendo-os morrer devido às toxinas armazenadas no seu corpo.

Quando lutando ao lado da criatura que é sua marca, Hanzō foi forte o suficiente para lutar e, finalmente, dominar todas os três Sannin em sua juventude.

Curiosidades

  • De acordo com o(s) databook(s):
    • Sua frase favorita é: O despreparo é o maior inimigo (油断大敌, Yudan Taiteki).
  • Hanzō pode ter sido o nome de um famoso samurai da vida real e ninja Hattori Hanzō (服部半蔵). Isto é ainda mais acentuado por suas ligações com samurai do universo Naruto e seu último ato de suicídio, típico do samurai da vida real.
  • É uma lenda popular japonesa que Hattori Hanzō foi morto por Fūma Kotarō. O Caminho Animal foi dito ser do clã Fūma.
  • Ele também pode ser nomeado após a Salamandra Gigante Japonesa. Esta espécie também é chamada de hanzaki (半割), que compartilha o primeiro kanji com o nome de Hanzō.
  • O apelido de Hanzō e sua afinidade elemental tem um significado importante, porque na mitologia antiga, apesar de ser anfíbio, a salamandra foi considerado o símbolo vivo de fogo e, como tal, estava completamente à prova de fogo e capaz de viver em si mesmo.
  • O anime retrata que a morte de Hanzō de ocorreu entre os Exames Chūnin e o início do treino de Naruto com Jiraiya. O OVA A Criação da Akatsuki contradiz isso, retratando que sua morte ocorreu durante a carreira Anbu de Itachi Uchiha.

Refêrencias

  1. Terceiro Databook, página 143
  2. Quarto Databook, página 147
  3. Capítulo 369, página 10

Iniciar uma Discussão Discussões sobre Hanzō

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.