FANDOM


As Forças Aliadas Shinobi (忍连合军, Shinobi Rengōgun) é uma coligação entre os militares coletivos das forças das aldeias ocultas shinobi dos Países do Relâmpago, Água, Terra, Vento e Fogo, e os solitários Samurai do País do Ferro.

História Editar

O objetivo desta aliança foi combater a ameaça da Organização Akatsuki, que estava atrás das bestas com cauda, durante a Quarta Guerra Mundial Shinobi. Por causa das ações enganosas do candidato a Sexto Hokage, Danzō Shimura, os outros Kage perguntaram a Kakashi Hatake sobre a entrada de Konohagakure na Aliança, visto que eles consideravam-no o candidato mais adequado para assumir o cargo. No entanto, antes de Kakashi ser eleito Hokage, Tsunade acordou do coma e retomou o seu posto. Após a cúpula, os cinco Daimyō concordaram em dar poder para as suas aldeias escondidas, tornando as Forças Aliadas Shinobi oficial.

A coalizão foi formada depois que Tobi declarou guerra e após os cinco Kage e o Líder do País do Ferro, Mifune, por unanimidade, recuarem-se a entregar Killer B e Naruto Uzumaki , o Jinchūriki do Oito-Caudas e Nove-Caudas, respectivamente. Quando Tobi partiu, os Kage e Mifune discutiram seus planos sobre como lidar com Tobi e os Bijū e, mais tarde Mifune sugeriu que o Raikage era o mais qualificado para ser o Líder Supremo (大権, Taiken) da aliança, e os outros Kage concordaram.

O principal objetivo da coligação foi defender os Jinchūriki Oito-Caudas e Nove-Caudas da Akatsuki. A captura dos dois resultaria no sucesso do Plano de Tobi, o "Plano Olho da Lua". Portanto, a coligação pretendia encontrar primeiro os dois Jinchūriki antes da Akatsuki e mantê-los seguros e longe do campo de batalha, se necessário. Além apresentar uma frente unida contra o exército da Akatsuki.

Unificação Editar

Bandana das Forças Aliadas

O Protetor de testa das Forças Aliadas Shinobi, projetado por Mifune.

Por sugestão da Quinta Mizukage, os cinco Kage decidiram fundir sua unidade de inteligência em uma única organização separada, para otimizar o processamento e compartilhamento de novas informações. Este é um desenvolvimento significativo, fazendo até o Terceiro Tsuchikage concordar sem hesitação, apesar de seus preconceitos do passado e os danos potenciais que tal organização poderia causar para suas forças de inteligência própria ao fim da guerra, o que demonstra como  Tobi estava realmente sendo visto como uma ameaça.[1]

Para mostrar sua unificação, Mifune projetou um Protetor de Testa com o kanji "Shinobi" (忍) sobre eles. Todos os membros da aliança deveriam usar o Protetor de Testa no lugar de suas bandanas originais, para mostrar que todos estavam verdadeiramente unidos sob uma única bandeira e não separados em cinco diferentes vilas. A maioria dos membros da aliança também passaram a usar, além da bandana unificada, o uniforme básico de suas vilas.

Conflitos Editar

A primeira discordância interna veio da Quinta Hokage, que inicialmente discordou do fato de que os jinchūriki ficariam escondidos, e não fazerem parte da guerra em si, e provavelmente só cedeu devido à necessidade de uma frente unida. Com as forças reunidas, houve alguma tensão entre os ninjas de diferentes vilas, devido a experiências passadas, que levaram a discussões e conflitos, até que Gaara fez um discurso que os levou a cooperar, finalmente.

Externamente, o Daimyō do País da Água expressou extrema relutância em concordar com esta aliança, porque daria aos shinobi um poder ainda maior, apesar da necessidade de enfrentar o terrorismo da Akatsuki.

Mais tarde, quando Naruto Uzumaki e Killer B escaparam do confinamento para participar da guerra, A decidiu que era melhor matar Naruto por não submeter-se a suas ordens. Pela razão de que a decisão de A não foi sancionada pelo resto dos Kage e pelas elevadas baixas no lado das Forças Aliadas, Tsunade decidiu confrontar A e permitir o envolvimento de Naruto. Após uma longa luta, A admitiu derrota a Naruto e permitiu que ele B passassem.

Composição Editar

As Forças aliadas

As Forças Aliadas.

O exército total das Forças Aliadas Shinobi tem em torno de 80.000 pessoas, dentre eles shinobi e samurais como iguais.[2] Ao final do primeiro dia de batalhas, o exército perdeu metade de sua força.[3] A base de operações da aliança ficava localizada a sudeste de Kumogakure, na costa leste do País do Relâmpago.[4] A fim de se preparar para a batalha, os ninjas foram divididos em nove divisões que associam os ninjas com habilidades semelhantes. O Regimento da Grande Batalha (戦闘大連隊, Sentō Dairentai) é dividido em cinco divisões, com cada uma liderada por um comandante (部隊長, butaichō), sendo Gaara o Comandante Regimental (連隊長, Rentaichō) do regimento inteiro. Da mesma forma, existem quatro divisões de apoio para o exército cada uma liderado por um capitão (隊長, taichō). Além disso, dentro de cada divisão há subconjuntos de equipes, tais como: Time de Selamento (封印班, Fūinhan), para ajudar a selar aqueles reencarnados através da técnica Invocação: Reencarnação do Mundo Impuro e o Time de Comunicações (連絡班, Renrakuhan), cujo trabalho é ficar em contato com o quartel general e outras divisões, a fim de receber e transmitir informações de forma rápida e eficiente. Devido ao fato de poderem ser utilizados como reféns de elevada prioridade na guerra, os daimyō foram também atribuídos a um esquadrão de proteção, liderado por Mei Terumī. O anime mostra que o exército também contém a Unidade de Invasão e Ataque Aquático, que aparentemente é especializada em combate aquático.[5]

Quartel general das forças aliadas

Dentro do Quartel General da Aliança.

No quartel general da Aliança, os Kage ficavam sentados à frente da sala em uma mesa cheia com as informações que recebiam a partir de relatórios e informações que foram previamente recolhidas. Os líderes das Divisões de Inteligência e de Sensores eram Inoichi e Ao respectivamente, que também estavam no quartel general junto aos outros membros de sua divisão. Inoichi juntamente com dois outros shinobi de sua divisão estavam conectados a uma versão em grande escala do Dispositivo de Comunicação e Transmissão de Chakra que está no lado oposto direto da sala que lhes permitia receber e transmitir informações para as partes relevantes. Eles também usavam a máquina em conjunto com as suas próprias habilidades telepáticas para permitir que a comunicação entre todas as partes fosse realizada de maneira satidfatória. Ao, junto com outros quatro sensores, trabalhava com uma barreira sensorial localizada no centro da sala. A barreira cobria todo o campo de batalha e trabalha em estreita colaboração com a Divisão de Inteligência, já que eram capazes de detectar o tamanho do chakra do lado oposto, assim como dizer o número de pessoas em qualquer área. Além disso, Shikaku Nara também foi selecionado para permanecer no quartel general como o Chefe Estrategista da Aliança, onde planeja ataques, contra-ataques padrões, manobras defensivas e estratégias de apoio. As principais divisões da aliança são as seguintes:

Divisões de Suporte Editar

Divisão de Ataque Surpresa
Capitão: Kankurō Símbolo Sunagakure
Divisão de Suporte Médico e Logístico
Capitão: Shizune Símbolo Konohagakure
Divisão de Inteligência
Capitão: Inoichi Yamanaka Símbolo Konohagakure
Divisão de Sensores
Capitão: Ao Símbolo Kirigakure

Regimento da Grande Batalha Editar

Primeira Divisão
Divisão de Batalha de Médio Alcance
Comandante: Darui Símbolo Kumogakure
Segunda Divisão
Divisão de Batalha de Curto Alcance
Comandante: Kitsuchi Símbolo Iwagakure
Terceira Divisão
Divisão de Batalha de Curto à Médio Alcance
Comandante: Kakashi Hatake Símbolo Konohagakure
Quarta Divisão
Divisão de Batalha de Longo Alcance
Comandante: Gaara Símbolo Sunagakure
Representante (代理, dairi) Comandante: Shikamaru Nara Símbolo Konohagakure
Quinta Divisão
Divisão de Batalha Especial
Comandante: Mifune Símbolo País do Ferro

Referências Editar

  1. Naruto capítulo 491, página 8
  2. Naruto capítulo 512, página 7
  3. Naruto capítulo 537, página 15
  4. Naruto capítulo 515, página 11
  5. Naruto: Shippūden episódio 320

Iniciar uma Discussão Discussões sobre Forças Aliadas Shinobi